Um casal chinês de desempregados enfrenta a justiça por alegadamente terem tentado vender a própria filha e terem gasto o dinheiro em compras online, incluindo um iPhone. De acordo com o jornal britânico «The Telegraph», que cita o chinês «Jiefang Daily», o casal colocou anúncios online, onde promete entregar a bebé recém-nascida em troca de 50 mil yuan (quase seis mil euros).

Após o parto que aconteceu em casa, o casal entregou a menina e recebeu na conta o dinheiro acordado. Às autoridades, os dois alegam ter agido pelo bem da filha, já que a ideia era permitir que fosse criada por uma família com estabilidade financeira, que lhe pudesse proporcionar uma boa educação.

«Não a demos pelo dinheiro, mas para lhe dar mais segurança», disseram.

Mas as autoridades não estão convencidas das boas intenções dos pais. Sobretudo porque, imediatamente após a transação, há registo de movimentos com o cartão de crédito para compras online. Entre as compras, está um iPhone.