Uma menina brasileira de 12 anos escreveu uma carta à mãe, em que contava os abusos sofridos por parte do próprio pai. A carta, divulgada pela Polícia Militar e onde a menina começa por pedir perdão à mãe, é um autêntico pedido de socorro e levou o pai à prisão, esta terça-feira, em Manaus, no Brasil.

A menina conta que os abusos já duram há algum tempo, embora sem precisar quanto, e que até já tinha escrito outra carta, mas que lhe faltou coragem para a entregar.

De acordo com o portal de notícias G1, a criança contou à polícia que tinha sido violada precisamente esta terça-feira à tarde e que foi depois disso que resolveu escrever à mãe a contar o sofrimento. "Ela sentia vergonha, tinha medo. Ela pedia perdão porque na cabeça dela estava traindo a própria mãe", diz o agente responsável pela investigação.

O portal da Globo transcreve parte do relato da menina:  “Mãe, me perdoa. Faz um tempo que isso está acontecendo [...] hoje isso aconteceu, isso é tão nojento. Mãe, eu nunca teria coragem de dizer para ele parar. Tudo começou quando ele veio com uma história de que queria lutar. Eu queria tirar ele de cima de mim, mas eu não conseguia, depois eu deixei, mas na minha mente eu nunca quis, ele falava para eu não sair, só que me doía muito mas eu sempre deixava.”

Eu não queria olhar na cara dele, mas eu tinha que fingir que estava tudo normal. Eu não queria mais escutar no jornal coisa (sobre) abuso porque me doía muito. Eu já tinha escrito outra carta, só que não tive coragem de entregar. Eu pedi a Deus coragem para entregar essa. Por isso eu ficava com raiva de repente, nem ele nem a senhora me viram chorando, mas eu choro muito", acrescenta a menina.

O homem, um operário fabril de 34 anos, nega as acusações. Mas a menina foi sujeita a exames medico-legais que confirmaram os abusos.