Um bebé chinês, que tinha sido declarado morto por um hospital, começou a chorar antes da cremação, informou hoje a imprensa chinesa.

Os pais do bebé, com menos de um mês e que estava gravemente doente, tinham aceitado desistir do tratamento médico num hospital pediátrico da província chinesa de Anhui, informaram fontes hospitalares citadas pela agência Xinhua.

O certificado de óbito foi passado e o bebé, do sexo masculino, foi enviado para uma funerária na cidade de Hefei, tendo os funcionários da empresa ouvido a criança a chorar.