Uma campanha do Dia das Crianças de uma marca de sapatos e malas do Ceará, no Brasil, gerou polémica nas redes sociais. Tudo porque as imagens publicitárias mostram uma menina maquilhada, com objetos de adultos e poses eróticas.

A campanha foi veiculada nas redes sociais da empresa e em banner nas lojas. Assim que foi publicada a campanha, a 12 de outubro, as imagens foram partilhadas por dezenas de utilizadores no Facebook, acompanhadas de críticas à marca.

Segundo a empresa, as imagens foram alvo de uma «interpretação distorcida» do conteúdo que pretendia mostrar a brincadeira da filha com as coisas da mãe.

O Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar) afirmou que, até a segunda-feira, recebeu 70 notificações sobre a campanha da marca cearense, aceitou as denúncias e abriu um processo contra a «Couro Fino».

Entre os que criticaram a campanha estão especialistas e publicitários que analisam que as peças desrespeitam o código sobre crianças e adolescentes na publicidade.

«É uma campanha extremamente de mau gosto e desrespeitosa em relação às crianças», afirma Inês Vitorino, coordenadora do Grupo de Pesquisa da Relação Infância, Juventude e Média (Grim), da Universidade Federal do Ceará (UFC).