O último paciente sul-coreano afetado pela Síndrome Respiratória do Médio Oriente (MERS) morreu esta quarta-feira, elevando para 38 o número de mortes causadas pelo surto do novo coronavírus, informou o Ministério da Saúde.

O homem, de 35 anos, morreu num hospital da zona norte de Seul, depois de o seu estado de saúde se ter deteriorado devido a complicações causadas por um linfoma do qual já padecia anteriormente, indicou o Ministério da Saúde sul-coreano num comunicado divulgado pela agência local Yonhap.

Tratava-se do último sul-coreano ainda portador do novo coronavírus, cujo surto, que teve início em maio, desencadeou alarme social.

Desde que o país asiático registou o seu primeiro caso, a 20 de maio, num indivíduo que regressou de uma viagem à Arábia Saudita, o país registou ​181 infeções pelo novo coronavírus.