A Coreia do Sul tem um plano para matar o líder da vizinha Coreia do Norte. A confirmação foi dada pelo ministro da Defesa sul-coreano, no parlamento, esta semana.

“A Coreia do Sul tem um plano para usar mísseis de precisão capaz de destruir instalações do inimigo, bem como [um plano] para eliminar a sua liderança”, disse Han Min-koo, segundo a CNN.

A Coreia do Norte levou a cabo, no início deste mês, o quinto ensaio nuclear “com sucesso”, informou na altura a televisão oficial norte-coreana, no dia em que o país celebrava o 68º aniversário da sua fundação.

Este teste nuclear provocou um sismo. O tremor de terra, de magnitude 5,3 na escala de Richter segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos, foi detetado muito perto da base de ensaios nucleares de Punggye-ri, cenário de quatro testes nucleares anteriores ocorridos em 2006, 2009, 2013 e em janeiro deste ano.