A Coreia do Sul informou esta quarta-feira da ocorrência de uma morte por causa da Síndrome Respiratória de Médio Oriente (MERS), elevando para 34 o número de vítimas no país.

Este foi o primeiro caso mortal num intervalo de oito dias, já que o último havia sido registado em 30 de junho.

O Ministério da Saúde sul-coreano indicou, por outro lado, que não foram sinalizados, pelo terceiro dia consecutivo, novos casos de contágio, mantendo-se o universo total em 186.

Do total, 33 pessoas permanecem hospitalizadas.

A Coreia do Sul, que detetou o primeiro caso de MERS em 20 de maio, figura, depois da Arábia Saudita, como o segundo país com maior número de casos do novo coronavírus.

A MERS é considerada um 'primo', mais mortal, mas menos contagioso, do vírus responsável pela Síndrome Respiratória Aguda Severa (SARS) que, em 2008, fez cerca de 800 mortos em todo o mundo.