Coreia do Norte alertou este domingo que vai abrir fogo sobre os balões que ativistas sul-coreanos pretendem lançar na fronteira e que transportam 10 mil cópias do filme satírico «A entrevista que mata», noticia a AFP.

Dos ativistas sul-coreanos recorrem periodicamente ao lançamento de balões junto à fronteira entre os dois países para enviarem mensagens contra o regime de Kim Jong-un e até mesmo para enviarem alguns bens e dinheiro.

Desta vez e com ações previstas para a próxima semana, os sul-coreanos planeiam o envio de 500 mil panfletos hostis ao regime e cerca de 10 mil cópias do filme, uma comédia centrada num plano da CIA para matar o líder da Coreia do Norte.