A Coreia do Norte colocou um míssil de médio alcance na sua costa oriental, sem que haja indícios de um lançamento iminente, informou esta terça-feira fonte do Governo da Coreia do Sul.

Seul detetou “sinais de que o Norte preparou o que parece ser um míssil Musudan”, apesar de ter descartado a possibilidade de o projétil estar pronto para ser lançado nas próximas horas, precisou a agência Yonhap.

O Ministério da Defesa sul-coreano não confirmou oficialmente esta informação, apesar de estar a “vigiar de perto os movimentos da Coreia do Norte no que toca aos mísseis balísticos”, indicou à agência de notícias Efe um porta-voz.

Coreia do Norte ameaça não libertar mais presos norte-americanos

Entretanto, a Coreia do Norte ameaçou manter encarcerados para sempre dois norte-americanos detidos no país, caso o missionário cristão Kenneth Bae, libertado em 2014, continue a criticar publicamente o regime de Kim Jong-un.

O Governo de Pyongyang “não manterá nenhum compromisso ou negociação com os Estados Unidos sobre o tema dos criminosos norte-americanos, nem tomará qualquer medida humanitária se Bae Ho Jun [nome coreano de Kenneth Bae] continuar a balbuciar calúnias contra a RPDC [Coreia do Norte]”, indicou hoje a agência KCNA.

Deste modo, os criminosos norte-americanos que hoje se encontram detidos na RPDC nunca poderão voltar aos Estados Unidos”, escreveu a agência norte-coreana.