Novas imagens por satélite mostraram fumo a sair das instalações nucleares norte-coreanas de Yongbyon, publica hoje a rede especializada 38 North, que qualifica de “suspeitos” estes indícios de atividade.

As imagens, captadas nas últimas cinco semanas, mostram várias saídas de fumo no laboratório radioquímico de Yongbyon, o que constitui “uma atividade fora do comum” neste complexo considerado a principal fonte de plutónio para abastecer o programa de desenvolvimento de armas nucleares de Pyongyang.

As colunas de fumo “sugerem que está a ser levada a cabo alguma atividade significativa nesta altura ou preparativos para realizá-la em breve”, refere a rede, que acrescenta que não é claro “se se trata da separação de plutónio para uso em armas nucleares”.

No início de fevereiro, o diretor nacional dos serviços secretos dos Estados Unidos, James Clapper, afirmou que a Coreia do Norte poderia obter de Yongbyon plutónio para bombas "numa questão de semanas ou meses".

No entanto, segundo analistas do Instituto para a Ciência e Segurança Internacional, outras imagens por satélite divulgadas no início de março, mostravam que o reator nuclear em questão estava a funcionar "em baixo rendimento ou de forma intermitente".