O presidente norte-coreano terá dado já instruções aos militares para estarem preparados para alvejar a ilha norte-americana de Guam, assim que o próprio o decida, segundo adianta a agência de informação do país, citada pela britânica Reuters.

Kim Jung-un terá, contudo, segundo a informação vinda de Pyongyang, decidido avaliar as futuras ações dos Estados Unidos, antes de dar ordem para disparar.

Os Estados Unidos, que foram os primeiros a trazer equipamento estratégico nuclear para perto de nós, devem tomar a decisão certa e mostrar através de ações se querem refrear as tensões na península da Coreia e evitar uma perigosa guerra", afirmou Kim Jong-un, citado pela agência norte-coreana KCNA.

De acordo com a televisão estatal norte-coreana, o líder do país terá já levado a cabo uma reunião com as chefias militares do país, na qual foi avaliado um plano de ataque sobre a ilha de Guam, território norte-americano no oceano Pacífico.