O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, pediu “vingança” contra os Estados Unidos pelos crimes cometidos na Guerra da Coreia, cinco dias antes do 62.º aniversário do armistício que pôs fim ao conflito.

Kim afirmou que a Coreia do Norte deve “fazer os Estados Unidos pagar pelo derramamento de sangue dos coreanos e ajustar contas o quanto antes com a força das armas”, segundo um texto publicado esta quinta-feira pela agência de notícias oficial KCNA.

Kim Jong-un fez estas declarações numa visita ao Museu de Sinchon das Atrocidades dos Estados Unidos na Guerra da Coreia, localizado no centro de Pyongyang.