A visita de uma delegação norte-coreana a Pequim está a suscitar rumores de que o próprio Kim Jong-un está na China.

A Bloomberg cita várias fontes, que pediram anonimato, garantindo que o líder da Coreia do Norte está em Pequim, naquela que será a primeira visita ao estrangeiro desde que está no poder.

A delegação chegou na segunda-feira, de comboio, sendo que as imagens transmitidas pelos meios de comunicação mostram um veículo muito parecido com o que foi utilizado pelo seu pai, Kim Jong Il, quando visitou a China pela última vez.

Além disso, foram reforçadas as medidas de segurança na zona da residência onde altos quadros de Pyongyang costumam ficar quando visitam Pequim.

Fontes da diplomacia chinesa confirmaram à Reuters que uma delegação norte-coreana de alto nível esteve em Pequim, sendo que o comboio já terá regressado. Mas não sabem quem fez parte dela.

Já agência sul-coreana Newsis diz que da delegação faziam parte a irmã de Kim Jong-un, Kim Yo Jong, e o número dois do país, Kim Yong Nam. Recorde-se que ambos foram à Coreia do Sul durante os Jogos Olímpicos de Inverno e reuniram-se com o presidente sul-coreano.

De qualquer forma, os dois aliados - Coreia do Norte e China - deverão estar a preparar os encontros que Kim Jong-un tem marcados com os presidentes da Coreia do Sul, Moon Jae-in, no final de abril, e dos Estados Unidos, Donald Trump, em maio.

Uma porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros não confirmou a visita. Na imprensa norte-coreana também não há informações.