O líder norte-coreano Kim Jong-un enviou um presente ao ex-presidente cubano Fidel Castro, que celebra este sábado o seu 90º aniversário, segundo fontes oficiais.

A oferta de Kim foi entregue pelo vice-presidente do Comité de Estado da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), Choe Ryong Hae, ao vice-presidente do Conselho de Estado da ilha, Salvador Valdés Mesa, durante uma reunião na sexta-feira, em Havana, Cuba.

Choe Ryong Hae, que se encontra numa visita de trabalho em Cuba, abordou com Valdés Mesa “os fraternais laços de amizade e cooperação entre os dois governos, povos e partidos, num ano em que as duas organizações políticas celebram os seus respetivos sétimos congressos”, refere a edição digital do jornal Granma.

"O visitante entregou ao vice-presidente cubano um obséquio do companheiro Kim Jong-un, presidente do Comité de Estado e líder da República Popular Democrática da Coreia, dirigido ao líder da Revolução Cubana, Fidel Castro, por ocasião de seu 90º aniversário", acrescentou, segundo a Globo.

Cuba e a Coreia do Norte têm uma histórica relação que remonta a 1960, época da Guerra Fria.

Atualmente, têm acordos de cooperação em diversos setores, como educação, petróleo, agricultura e comércio, além de realizarem vários intercâmbios diplomáticos e culturais.

Vladimir Putin felicitou o "querido amigo"

O presidente russo, Vladimir Putin, também felicitou o líder revolucionário cubano Fidel Castro, que designou de “querido amigo”, pelos seus 90 anos.

“Você desfruta de profundo respeito na Rússia como um estadista notável que dedicou toda a sua vida a servir o povo de Cuba”, escreveu Putin num telegrama divulgado no ‘site’ do Kremlin.

“É difícil sobrestimar a sua contribuição pessoal para o desenvolvimento da amizade e cooperação entre os nossos países”, adianta o presidente russo, fazendo votos de “boa saúde, longevidade, vitalidade e prosperidade”.