Tóquio deu ordens na quinta-feira para o exército do Japão ativar o protocolo para neutralizar eventuais mísseis da Coreia do Norte, revelaram este sábado fontes do Governo nipónico.

A ordem dada pelo ministro da Defesa, Itsunori Onodera, implicava o destacamento para o Mar do Japão do destruidor Kirishima, equipado com o sistema Aegis capaz de intercetar mísseis.

A decisão foi tomada depois de o regime norte-coreano ter levado a cabo, a 26 de março, o lançamento de mísseis balísticos Rodong de médio alcance e perante a possibilidade de novas ações do género representarem uma ameaça para o Japão.