O exército sul-coreano realizou novas manobras com fogo real, que incluíram o lançamento de vários mísseis guiados numa nova demonstração de força para responder ao mais recente ensaio de míssil pela Coreia do Norte.

O exercício, realizado nas águas do Mar do Japão, envolveu a marinha e força aérea, disse à agência espanhola Efe um porta-voz do Ministério de Defesa sul-coreano.

Foi simulado um ataque por mar e no decurso das manobras foram disparados mísseis anti-navio "Haeseong" e "Harpoon" e mísseis terra-ar "AGM-65 Maverick".

O "ensaio histórico" de um míssil Hwasong-14 por parte da Coreia do Norte foi supervisionado pelo dirigente norte-coreano Kim Jong-Un, segundo a televisão pública norte-coreana.

O teste foi condenado, também, pelo Japão, China e Rússia.