A Coreia do Sul, os Estados Unidos da América e o Japão vão fazer em junho, no Havai, o primeiro exercício militar antimísseis conjunto, dada a ameaça nuclear crescente da Coreia do Norte. A informação foi anunciado hoje pelo governo de Seul.

Os três aliados acordaram realizar um "exercício conjunto de alerta de mísseis", desenhado para "melhorar a defesa da Coreia do Sul perante as contínuas intimidações nucleares e de mísseis por parte da Coreia do Norte", indicou um porta-voz do Ministério sul-coreano da Defesa, em conferência de imprensa.

O exercício vai focar-se nos contactos e intercâmbios entre serviços de inteligência para detetar e rastrear potenciais lançamentos de mísseis pela Coreia do Norte, mas não incluirão manobras relacionadas com a fase de interceção dos projéteis, segundo o mesmo porta-voz.

A Coreia do Norte realizou o quarto teste nuclear em janeiro e lançou um foguetão em fevereiro, que a comunidade internacional considerou um teste de mísseis de longo alcance encoberto. Desde então, já fez uma série de testes de mísseis de curto e médio alcance.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, disse em abril que tem capacidade para atacar Seul e Washington quando quiser.