As forças aéreas da Coreia do Sul e dos Estados Unidos realizaram novas manobras aéreas conjuntas no norte de Seul, em pleno clima de tensão com a Coreia do Norte, informou este sábado o comando unificado dos dois exércitos.

Os exercícios militares aconteceram numa data não divulgada e incluíram unidades de vários regimentos dos dois países, segundo o Comando do Pacífico dos Estados Unidos (USPACOM).

Os exercícios de campo permitiram às tropas sul-coreanas e norte-americanas aumentarem o seu conhecimento mútuo dos sistemas de armamento, com a meta final de reforçar a cooperação entre as suas unidades”, explicou o comando em comunicado.

Na quinta-feira, o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, instou ao fortalecimento das capacidades defensivas do país e assegurou que Seul vai responder com um “duro castigo” às “provocações imprudentes” da Coreia do Norte, que realizou uma série de testes nucleares, condenados pela comunidade internacional.

Moon iniciou o seu mandato em maio com uma proposta de diálogo com o regime de Kim Jong-un, que Pyongyang rejeitou, argumentando que Seul devia afastar-se da influência de Washington.

Desde então, a Coreia do Norte lançou dez mísseis balísticos, incluindo os primeiros de alcance intercontinental, e realizou um teste nuclear no passado dia 3 de setembro, o que gerou novos pacotes de sanções da ONU.