Uma multidão espancou até à morte um casal cristão acusado de profanar um exemplar do Corão e queimou os cadáveres no forno de uma fábrica numa cidade do centro do Paquistão, anunciou a polícia.

O incidente, o mais recente de uma série de atos de violência no país por alegada blasfémia, ocorreu em Kot Radha Kishan, uma cidade de cerca de 45 mil habitantes da província do Punjab, a cerca de 60 quilómetros da capital provincial Lahore.

«Uma multidão atacou um casal cristão depois de os acusar de profanarem o Corão e, mais tarde, queimou os seus corpos no forno da fábrica onde trabalhavam», disse à agência France Presse um responsável da polícia local, Bin Yameen.