Pelo menos 1.870 pessoas foram mortas na Síria desde o início das negociações de paz entre o regime e a oposição na conferência Genebra II, a 22 de janeiro, informou esta sexta-feira o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Segundo a organização não-governamental, o número corresponde a uma média de 208 mortes por dia entre essa data e a última madrugada.

Do total, pelo menos 498 eram civis, pelo menos 40 dos quais morreram por falta de alimentos ou medicamentos.