A três dias das eleições, Conservadores e Trabalhistas estão empatados nas sondagens, o que torna cada vez mais improvável um cenário de maioria. São as eleições mais renhidas dos últimos 40 anos.

A confirmar-se o que mostram as sondagens, qualquer que seja o partido vitorioso, o cenário de um governo de coligação afigura-se como o mais provável.

Os trabalhistas e os conservadores estão taco-a-taco. De acordo com a última sondagem do Yougov para o “Sunday Times”, os Conservadores são o partido que consegue mais lugares na nova camara dos comuns, 283. Os trabalhistas estão logo a seguir com 261, apenas menos 22 deputados do que o partido de David Cameron.

Seguem-se o Partido Nacional Escocês que elege 50 deputados e o Lib Dem que garante apenas 32 assentos.

Para haver uma maioria no parlamento britânico são precisos 360 lugares, ou seja, a matemática já começou.

As eleições estão marcadas para o dia 7 de maio e à medida que o dia se aproxima os candidatos tendem a levar posições um pouco mais longe e, até, a gravar todas as promessas eleitorais em pedra. Foi o que fez Ed Milliband, o líder dos trabalhistas apresentou ao país os seus mandamentos num bloco de granito.