O coronel Jules Mutebusi, antigo líder dos rebeldes que participou, em 2004, na breve tomada de Bukavu, importante cidade do leste da República Democrática do Congo, morreu no vizinho Ruanda, informaram, este domingo, fontes oficiais e familiares.

«Ele morreu na noite de sexta-feira num hospital em Kigali. Tinha 54 anos», disse um tio do coronel, sob condição de anonimato, em declarações à AFP.

A informação foi confirmada pelo porta-voz do governo da República Democrática do Congo, Lambert Mende, à agência noticiosa francesa, mas a causa exata da sua morte permanece por esclarecer face à ausência de informação do lado do Ruanda ¿ onde Mutebusi estava exilado há uma década ¿ e às declarações divergentes por parte da família do antigo comandante militar e de Kinshasa.