Uma modelo do Equador morreu, este sábado, durante uma operação plástica que ganhou num concurso de beleza. Catherine Cando era estudante de Medicina e tinha 19 anos.

A cirurgia plástica foi um dos prémios por Catherine ter sido eleita Rainha de Durán, uma cidade no Equador. Catherine aceitou os outros prémios prontamente, um carro e um tablet, mas, segundo jornais locais, afirmou não estar interessada em fazer a lipoaspiração. Faria apenas exercício físico.



«Antes da cirurgia, ela recebeu muitas chamadas do médico a tentar convencê-la a fazer, mas ela dizia não», contou o irmão da modelo, Daniel Zavala, ao jornal «El Telegrafo».

«Ela estava a pensar em oferecer a operação a alguém, mas no final das contas foi convencida».


Numa entrevista após ter recebido o prémio, Catherine contou que os júris do concurso Rainha de Durán disseram que ela precisava de perder peso. Catherine reduziu de 63 quilos para 53 quilos até a prova final.

As autoridades procuram ainda saber qual foi a causa da morte e suspeitam de negligência médica.
«Disseram-me que foi um edema cerebral, mas os funcionários da clínica disseram aos familiares que ela teve um ataque cardíaco», afirmou o advogado Carlos Reyes ao jornal Daily Mail.

«De qualquer forma, acredito que foi negligência porque não havia nenhum apoio do médicos que falharam para explicar alguma coisa sobre o caso», acrescentou.

Os dois médicos que realizaram a operação plástica estão presos. Antes da cirurgia, Catherine Cando tirou uma «selfie» no bloco operatório.