A Comissão Europeia reafirmou, esta segunda-feira, em Bruxelas, que espera que o seu próximo presidente seja designado imediatamente a seguir às eleições de Junho para o Parlamento Europeu, rejeitando a sugestão feita pelo presidente francês de se esperar até Outubro, diz a Lusa.

O porta-voz de Durão Barroso recordou que os líderes europeus tinham, em Dezembro último, «fixado um calendário claro» para escolher o futuro presidente da Comissão Europeia.

«O Conselho [Europeu de 18 e 19 de Junho], a seguir às eleições [de 07 de Junho] para o Parlamento Europeu, designa o presidente [da Comissão Europeia], e quando o novo Parlamento é constituído votará essa escolha», disse Johannes Laitenberger.

O novo Parlamento Europeu realiza a sua primeira sessão plenária de 13 a 16 de Julho, em Estrasburgo.

O presidente francês, Nicolas Sarkozy estimou, no domingo, em Bruxelas, que será melhor, antes de se designar o novo presidente da Comissão Europeia, «esperar que os irlandeses votem, em vez de decidir antes que eles votem».

Sarkozy respondeu desta forma à pergunta de um jornalista no sentido de saber se ainda apoiava Durão Barroso para um segundo mandato à frente do executivo comunitário.

A Irlanda vai ratificar o Tratado de Lisboa num referendo que se deverá realizar em Outubro.

José Manuel Durão Barroso é até agora o candidato não assumido mais forte para o lugar de presidente da Comissão Europeia.