A Comissão Europeia vai abrir processos de infração contra a Hungria, a Polónia e a República Checa por incumprimento das suas obrigações sobre acolhimento de refugiados recolocados da Grécia e de Itália.

A aplicação das decisões do Conselho no que respeita à recolocação é uma obrigação legal, não uma opção", disse o comissário europeu para a Migração, Dimitris Avramopulos, esta terça-feira em Bruxelas.

A abertura dos processos será formalizada na quarta-feira, no âmbito da publicação mensal pelo executivo europeu dos processos de infração abertos contra Estados-membros por incumprimentos vários das regras europeias.

Esta terça-feira, um relatório da Comissão Europeia fez um balanço do número de refugiados já acolhidos pelos países europeus e dos que ainda esperam por acolhimento. 

Portugal recebeu até agora 1.374 refugiados recolocados da Grécia e de Itália, sendo que, no total, o Governo se comprometeu a aceitar 2.951 pessoas.