Um colombiano foi condenado num tribunal de Bogotá a 55 anos de prisão por, em março de 2012, ter sequestrado a sua namorada para a entregar à guerrilha do Exército de Libertação Nacional que a matou. Revelou esta quarta-feira a Procuradoria do país à Lusa.

Segundo a acusação, Edison Mayorga Moya planeou e executou com vários cúmplices o sequestro da sua namorada, a estudante universitária Viviana Ofelia Bernal Roa, razão para a condenação.

No processo, refere a acusação, ficou provado que Viviana foi levada com mentiras à região de Meta onde foi raptada e entregue à Guerrilha.