Um chefe de uma coluna das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia Aníbal Guarín Herrera, conhecido como «Tomate», morreu numa operação militar, revelaram fontes oficiais.

Aníbal Guarín Herrera era, segundo as autoridades, o coordenador de companhias móveis que mantinham influência na região de Valle del Cauca, no sudoeste do país.

O Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, felicitou a as autoridades envolvidas, como a polícia e Forças Armadas, que coordenaram e realizaram a operação contra o chefe guerrilheiro e sobre a qual não foram prestados detalhes.