É o segundo incidente em três dias. Um navio com centenas de imigrantes clandestinos a bordo foi abandonado pela tripulação nos agitados mares do Mediterrâneo, na costa sul italiana, avança a Reuters esta sexta-feira.

Largados por um helicóptero da força aérea, três elementos da Guarda Costeira assumiram o controlo da embarcação, que se encontrava à deriva em alto mar, e que agora ruma ao porto italiano de Crotone.
O cargueiro, que de acordo com a Guarda Costeira terá cerca de 450 passageiros a bordo, está registado na Serra Leoa, e exibe a bandeira Ezadeen.

«Sabemos que partiu de um porto turco e que foi abandonado pela tripulação. Quando contactámos o navio para saber como se encontrava, uma imigrante respondeu: estamos sozinhos e não temos ninguém para nos ajudar», contou à SkyTG24 o porta-voz da Guarda Costeira, Filippo Marini.

De acordo com Marini, a embarcação encontrava-se em rota de colisão com a costa italiana, mas ficou sem combustível.

A nacionalidade dos imigrantes ainda não é conhecida, mas sabe-se que há mulheres e crianças a bordo.

Num incidente anterior, cerca de 900 imigrantes, a maioria refugiados sírios, chegaram a Itália esta quarta-feira depois de também eles serem abandonados pela tripulação e entrarem em rota de colisão, tendo sido salvos pela guarda costeira que tomou controlo do navio.