A jovem norte-americana que inspirou milhões de pessoas na luta contra a fibrose cística, Claire Wineland, morreu este domingo, vítima de um AVC, uma semana depois de ter sido submetida a um transplante pulmonar.

Claire foi submetida a um transplante a 26 de agosto, que decorreu com sucesso. Contudo sofreu um AVC, por causa de um coágulo que se formou entretanto. Foi sujeita a um coma induzido e morreu, este domingo, depois de os médicos verificarem que nada mais havia a fazer e terem desligado as máquinas que a mantinham agarrada à vida.

A fundação a que deu o nome publicou no Facebook que Claire morreu pacificamente, rodeada pela família.

A nossa inspiradora fundadora morreu. Não estava em sofrimento e o pessoal médico assegurou que foi a passagem mais pacífica que já testemunharam”, escreveu a Claire's Place Foundation.

Claire Wineland comoveu o mundo com a sua luta contra a doença durante anos, escrevendo, fazendo palestras e com partilhas nas redes sociais. Um quarto da vida de Claire foi passado no hospital. Aos 13 anos, criou uma instituição para ajudar familiares e doentes com fibrose cística.

Já no início de 2018 tinha sido submetida a um transplante de coração.