A história dos 13 jovens – as 12 crianças e o treinador – que ficaram presos na gruta Tham Luang, na Tailândia, vai dar origem a um filme de Hollywood. Já a gruta, será transformada em mais uma atração no país: um museu vivo, para mostrar como se deu a operação.

Foram mais de duas semanas em que o mundo esteve concentrado naquele grupo que estava em suspenso dentro de uma gruta e que agora está a recuperar. Uma história que comoveu e captou a atenção de pessoas em todo o mundo.

Jovens com idades entre os 11 e os 16 anos que, depois de um treino de futebol, se viram presos por causa das chuvas a 23 de junho. De acordo com a imprensa internacional, uma história que será transportada para as telas de cinema, contando também os três dias de operações de resgate que envolveram centenas de pessoas.

Veja também:

Jon M Chu já foi apontado como potencial realizador do filme, um californiano que já teve que se defender nas redes sociais da controvérsia que se gerou em torno do alegado filme. É que, sobretudo os tailandeses, não compreendem porque é que a história tem que ser contada com estrelas norte-americanas, que poderão minimizar o papel da comunidade tailandesa no desenrolar deste caso.

"De maneira nenhuma. Não enquanto nós mandarmos. Isso não vai acontecer ou vamos fazer-lhes a vida num inferno. Esta é uma bela história sobre seres humanos que salvam outros seres humanos. Qualquer pessoa que pense adaptar esta história deve abordá-la de maneira correta e respeitosa", escreveu o realizador de cinema no Twitter, dizendo que é intenção – e promete – honrar todos os que tiveram um papel no desenrolar de todas as operações.

Além da adaptação ao cinema, esta história também poderá ter um espaço físico para se conhecer melhor o que aconteceu em Tham Luang.

O complexo de grutas onde ficaram presos, em Mae Sai, poderá ganhar uma nova vida para os períodos que não sejam a estação das Monções.

"A área irá ser um museu vivo, para mostrar como a operação se desenrolou", afirmou Narongsak Osottanakorn, ex-governador e chefe da missão de resgate. "Será criada uma base de dados interativa. A gruta irá ser outra grande atração na Tailândia".

A acontecer, terão que ser criadas condições de segurança para todos, uma preocupação demonstrada pelo primeiro-ministro Prayuth Chan-ocha.