A explosão de um cigarro eletrónico terá sido a causa da morte de um homem, em São Pertersburgo, na Florida, de acordo com a CNN

Tallmadge D'Elia, de 38 anos, foi encontrado já sem vida, em casa, pelas autoridades, que foram chamadas ao local pelo alarme de fumo ter disparado. O lábio superior da vítima tinha uma ferida e o corpo apresentava queimaduras em várias zonas. 

A causa da morte é identificada como uma "ferida projétil na cabeça", disse o diretor de Centro Médico do Condado de Pinellas, Bill Pellan. O projétil formou-se a partir de um cigarro eletrónico. 

Estes cigarros são aparelhos que são operados por baterias que produzem aerossol. Esta partícula é aquecida por um líquido que contém nicotina, sabores e outros químicos. Os utilizadores inalam o aerossol. 

As duas maiores causas de falhas dramáticas destas unidades são as baterias sobreaqueceram", disse chefe do departamento financeiro Tobacco Vapor Electronic Cigarette Association, Thomas Kiklas. 

As baterias de ião lítio falham noutro tipo de aparelhos também, mas no portátil é no colo das pessoas. Neste caso, como é um produto que se evapora, é perto da cara", disse ele. "

Estes cigarros podem ser de variadas formas e tamanhos; alguns são parecidos com os cigarros normais, enquanto que outros são aparelhos mais largos com um sistema "vaporizador". 

De acordo com a US Food & Drug, as causas exatas das explosões dos cigarros eletrónicos, às vezes, não são claras, mas as evidências mostram que os problemas de bateria podem estar ligados a estes incidentes. 

Foram registados 195 casos separados de fogo ou explosões destes cigarros nos Estados Unidos, entre 2009 e 2016. Estes casos foram reportados pela US Fire Administration.  

Por exemplo, em 2015, um cigarro eletrónico explodiu na cara de uma pessoa em Naples, na Florida, que fez com que tivesse queimaduras na cara, pescoço, mãos e pulmões. Em 2016, um cigarro eletrónico explodiu no bolso das calças de um homem, que acabou por sofrer queimaduras de terceiro grau. 

Ter a certeza que usa o carregador que vem com a bateria, ter a certeza que tem um sistema automático de ligar e desligar a bateria, para assim não ser sobrecarregada. Normalmente, costuma ser este o maior problema que leva as baterias a falhar. E em segundo, nunca levar a bateria sozinha, fora da sua capa, no bolso com as chaves, porque não há outra maneira de as baterias se prejudicarem a elas próprias. ", aconselha Thomas Kiklas para evitar este tipo de explosões.