Cerca de 600 cientistas e ativistas expressaram esta quarta-feira a sua «elevada» preocupação com a abolição, na semana passada, do imposto sobre o dióxido de carbono (CO2) pelo Governo australiano, instando-o a implementar um sistema de troca de emissões.

«Esta mudança recente preocupa todos», disse, em comunicado, o copresidente do comité da Associação de Biologia Tropical e Conservação, José Fragoso, que questionou como enfrentará a Austrália os assuntos «sérios» do meio-ambiente.

O também biólogo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, disse que o Executivo do conservador Tony Abbott deu um duplo golpe nos esforços para diminuir as alterações climáticas com a eliminação deste imposto e a redução do financiamento das investigações ambientais.