Pelo menos 59 pessoas morreram e cerca de 350 estão desaparecidas na sequência de um deslizamento de terras nos arredores da Cidade da Guatemala, segundo um novo balanço divulgado pelas autoridades na sexta-feira.




Os números podem subir nas próximas horas, uma vez que as buscas continuam na região. Já foram encontrados 59 corpos por entre os escombros, numa altura em que se torna cada vez mais improvável encontrar sobreviventes da tragédia.

"Nós estamos a seguir os procedimentos internacionais que indicam que se faça a busca durante as primeiras 72 horas. Depois desse tempo, há menos possibilidades", disse um porta-voz da Coordenadoria para a Redução de Desastres (Conred), em entrevista à Reuters.


Doa 59 cadáveres, 27 já foram identificados pelas famílias.

O deslizamento ocorreu na região de El Cambray II, 15 quilómetros a este da capital da Guatemala.