O Governo canadiano anunciou, esta quinta-feira, que irá conceder a cidadania honorária à jovem paquistanesa Malala Yousafzai, que foi gravemente ferida num ataque dos rebeldes talibãs por defender a educação das raparigas no seu país.

O Governo canadiano anunciou a medida durante o Discurso do Trono feito quarta-feira pelo governador-geral do Canadá, David Johnson, que desempenha as funções de Chefe de Estado em representação da rainha Isabel de Inglaterra.

Malala Yousafzai será a sexta pessoa a receber a cidadania honorária do Canadá, depois de Nelson Mandela, Raoul Wallenberg, Dalai Lama, Aung San Suu Kyi e Aga Khan.