As fortes chuvas que afetaram a central nuclear japonesa de Fukushima fizeram transbordar água contaminada em 12 pontos em torno dos tanques de armazenamento de líquido radioativo, disse um porta-voz da operadora da central à agência Efe.

A Tokyo Electric Power (TEPCO) esperava, no domingo, que caíssem entre 30 e 40 milímetros de água das chuvas na central nuclear, mas acabou por receber até 127 milímetros, o que provocou falhas nos mecanismos previstos para estancar o líquido.

«Tentamos bombear a água, mas não foi o suficiente», detalhou o porta-voz à Efe, que confirmou que subestimaram o impacto da tempestade e não puderam fazer nada para evitar que transbordasse as barreiras de contenção.