Christina Kraft, modelo da Playboy, foi encontrada morta, na passada quarta-feira, no apartamento onde vivia em Filadélfia, nos EUA, depois de ter sido estrangulada até à morte.

De acordo com a imprensa norte-americana, a morte da modelo, de 36 anos, está a intrigar as autoridades norte-americanas que tentam esclarecer as causas do crime.

A morte de Christina Kraft aconteceu apenas uma semana depois da modelo ter mudado de apartamento. Dias antes, tinha denunciado ter sido alvo de um assalto na própria casa e, atualmente, vivia num complexo com mais de 100 apartamentos.

Segundo a NBC10, o corpo foi encontrado pela polícia, cerca das 21:15 de quarta-feira, depois de ter sido chamada para uma ronda ao edifício. Segundo a autópsia, a causa de morte foi o estrangulamento e o caso está a ser tratado como um homicídio violento.

Os vídeos das câmaras de segurança mostram que, na noite anterior, a modelo entrou no condomínio acompanhada de um homem. 

Na sua página de modelo, Christina mostrava-se orgulhosa pela "deliciosa produção feita para a Playboy", assim como dos trabalhos feitos para a Vanity Fair, Victoria's Secret e Maxim.