"Ele foi atingido três vezes, caiu no chão, olhou para o atirador e disse 'é o aniversário do meu filho' e foi atingido outras duas vezes", contou Wanda Mintz, tia de Chris.

 

"Ele poderia facilmente ter morrido", acrescentou.






tiroteioChristopher Harper Mercer



tornou-se uma rotina