O soldado Chris Beck trabalhou durante 20 anos no Navy Seals, um comando especial da Marinha dos EUA que faz frequentemente operações secretas em territórios inimigos.

No entanto, durante todos esses anos, o oficial guardava um segredo pessoal: desde a infância que ele sentia que era uma mulher nascida num corpo masculino, conta a BBC.

Como oficial altamente condecorado da Marinha, o mundo de Beck era duro, machista e às vezes violento. Ele chegou a participar em missões secretas no Pacífico e no Oriente Médio, inclusive durante a Guerra do Iraque.

No entanto, em fevereiro do ano passado, um ano depois da sua reforma da Marinha, ele trocou a sua foto de perfil no LinkedIn pela de uma mulher alta, morena, com uma blusa branca, a sorrir em frente a uma bandeira americana e escreveu: «Tiro agora todos os meus disfarces e mostro ao mundo minha verdadeira identidade como mulher».

Chris tornou-se Kristin.