Mesmo ao lado de uma uma das mais conhecidas secções da Grande Muralha, vai surgir a maior estação de comboios de alta velocidade do mundo.  Mais um projeto imponente com assinatura da China.

O jornal China Daily detalha que o projeto, anunciado esta sexta-feira, contará com 36.000 metros quadrados, tendo ainda outra particularidade: a estação será construída 102 metros abaixo da superfície, o que fará com que seja, também, a mais profunda do mundo.

Chen Bin, diretor do projeto, especificou que a obra ficará em Badaling, a cerca de 50 quilómetros de Pequim. É aí que fica a secção mais visitada da Grande Muralha. 

Na prática, a estação vai ter uma superfície equivalente a cinco campos de futebol.

Ainda recentemente, a China inaugurou a ponte de vidro mais comprida do mundo e terminou também a ponte Beipanjiang, que se tornará a ponte mais alta do mundo, erguida a 565 metros acima do solo.