Um comboio chinês de alta velocidade matou quatro funcionários dos serviços de manutenção das linhas depois de uma falha de comunicação, revela hoje a imprensa estatal naquele que é o mais recente acidente dos caminhos-de-ferro do país.

O comboio D28 estava adiantado cerca de 11 minutos quando atingiu cinco funcionários dos serviços de manutenção das linhas quando, supostamente, estes deveriam estar em tempo de descanso, revelou o 21st Century Business Herald, citado pela AFP.

Quatro dos trabalhadores, todos eles com menos de 30 anos e dois deles recentemente licenciados, morreram e um quinto ficou ferido, refere a publicação que cita uma circular interna da empresa de comboios.