Uma conhecida jornalista chinesa, Gao Yu, residente em Pequim, foi detida pela polícia chinesa por suspeita de divulgação de segredos de Estado a contactos no exterior do país, foi hoje anunciado.

A mulher, de 70 anos, é suspeita de ter obtido ilegalmente um documento altamente confidencial e de ter enviado uma cópia do mesmo para um sítio na internet não identificado, mas localizado no exterior da China, refere um comunicado da polícia.

O documento foi depois publicado no site e amplamente copiado noutros fóruns.