Dezenas de agentes judiciais e polícias começaram a remover hoje, sob um clima de tensão, mais barricadas no bairro de Mong Kok, um dos focos dos protestos pró-democráticos de Hong Kong, iniciados no final de setembro.

Cerca das 10:45 locais (02:45 em Lisboa), duas dezenas de agentes começaram a retirar mais barricadas, com os manifestantes, à semelhança de outras ocasiões, a não mostrarem resistência, apesar de entoarem palavras de ordem como «queremos sufrágio universal».

À medida que a polícia e os funcionários judiciais prosseguiam com a operação, que afeta um troço de uma rua, a tensão entre os manifestantes e as autoridades foi aumentando.