Um antigo responsável da Comissão Estatal de Desenvolvimento e Reforma chinesa compareceu esta quarta-feira num tribunal no norte da China, acusado de ter recebido o equivalente a cerca de 4,5 milhões de euros em subornos.

Liu Tienan, ex-diretor da Comissão Estatal de Desenvolvimento e Reforma é o mais recente alto quadro a ser presente à justiça chinesa por corrupção, no âmbito de uma campanha anticorrupção levada a cabo pela nova liderança chinesa, encabeçada pelo secretário-geral do partido e Presidente da República, Xi Jinping.

As acusações reunidas pelo gabinete do procurador podem valer a Liu, que tinha a categoria de vice-ministro, a pena perpétua, segundo um comunicado publicado pelo tribunal de Langfang, na província de Hebei.