Uma empresa canadiana está a lucrar com os altos níveis de poluição na China, especialmente desde que o país emitiu o primeiro alerta vermelho em Pequim. A Vitality Air está a vender ar das montanhas do Canadá engarrafado, por 28 dólares (cerca de 25,50 euros) a garrafa.

A nuvem de poluição na China tem aumentado de tal forma que as autoridades pediram à população para não sair de casa, a atividade de muitas fábricas e indústrias de transportes foram cessadas, a circulação de carros foi desaconselhada e as escolas deixaram de funcionar.

Os níveis de partículas prejudiciais à saúde no ar atingiram valores recorde, nos últimos meses, transportando consigo maiores riscos de cancro e doenças respiratórias para a população chinesa.

Contudo, uma empresa canadiana promete ajudar os habitantes de Pequim, oferecendo-lhes a possibilidade de respirar ar puro de novo. A Vitality Air vende garrafas de ar de Banff e Lake Louise, pela módica quantia de 23.99 dólares (22 euros). A companhia tem ainda disponíveis garrafas de “oxigénio premium”, que custam 28 dólares.

De acordo com o The Independent, o produto está a ter um sucesso tão grande que o representante da marca contou que assim que as garrafas de ar começaram a ser comercializadas no Taobao – um site similar ao eBay – se “venderam quase instantaneamente”.

O negócio começou apenas há dois meses no mercado chinês e em poucos dias as 500 unidades disponíveis foram adquiridas. A Vitality Air está agora a trabalhar para repor o stock.

Esta não é, no entanto, a única empresa que está a lucrar com a crise ambiental na China. Um restaurante em Zhangjiagang instalou máquinas para filtrar o ar dentro do estabelecimento e está a cobrar um custo adicional aos clientes por poderem respirar o ar não poluído dentro da superfície.