Pelo menos 27 pessoas foram mortas num «violento ataque» de vários homens armados com facas, numa estação de comboio no sudoeste da cidade chinesa de Kunming, informa a agência de notícias Xinhua, segundo a Reuters.



Outras 109 pessoas ficaram feridas no incidente. Não existe ainda informação sobre o motivo do massacre, mas segundo a Associated Press, que cita uma televisão local, os atacantes terão sido abatidos pela polícia.

Um relato da mesma agência de notícias dá ainda conta de que os homens usavam uniformes quando entraram de rompante na estação de comboio.

Testemunhos no local disseram que os homens começaram a atacar as pessoas ao acaso. Vários utilizadores publicaram imagens dos ataques nas redes sociais, mas os correspondentes locais informam que as imagens estão a ser retiradas, afirma a BBC.

As imagens disponíveis em redes sociais como o Weibo (o equivalente chinês ao Twitter) e no Instagram mostram várias pessoas esfaqueadas no chão em «poças de sangue». Algumas imagens mostram também as equipas médicas a socorrer as vítimas.

Os esfaqueamentos em massa na China não são incomuns, no entanto, nenhum desta dimensão foi recentemente registado.