Uma chinesa furiosa por ter sido enganada pelo marido com uma mulher mais nova resolveu cortar-lhe o pénis e esperou que os cirurgiões recolocassem o membro para o cortar novamente três dias depois, noticia a AFP.

Os acontecimentos datam de dezembro, mas os contornos da história só foram divulgados pela agência noticiosa AFP na terça-feira, que conta que a vítima, um homem de 32 anos apresentado como M. Fan, sofreu a primeira amputação enquanto dormia, sendo depois levado de urgência para o hospital, onde os cirurgiões conseguiram suturar o órgão decepado.

O ataque da mulher, Fen Lung, aconteceu depois de descobrir que o seu marido a tinha enganado com uma mulher de 21 anos, quando reparou nas mensagens picantes enviadas através do seu telemóvel, mas a sede de vingança não ficou por aqui: depois de três dias em recuperação no hospital, sempre acompanhado da mulher, esta esperou que o marido estivesse a dormir e cortou novamente o pénis, atirando-o pela janela do hospital, mas desta vez não foi possível encontrar o membro.

Este duplo ato de vingança, conclui a AFP, acabou por sedimentar a relação de Fan com a amante, tendo os dois resolvido casar.

«Não faz mal que ele não seja fértil, porque de qualquer das maneiras já tem cinco filhos», disse a amante que agora é esposa, Zhang, aos meios de comunicação da província de Henan, no centro da China.

O estado clínico de Fang é «estável, apesar das fortes perturbações emocionais», dizem os médicos.

A esposa de Fang está detida enquanto decorre a investigação policial.