O chefe da polícia da cidade chinesa de Tianjin, a norte de Pequim, está a ser investigado por corrupção, revelaram as autoridades ao salientarem ser o terceiro responsável da cidade portuária a ser investigado nos últimos oito anos.

Wu Changshun, diretor do gabinete municipal de segurança é investigado por «graves violações disciplinares e legais», a justificação habitualmente utilizada pela China para revelar que um seu funcionário é investigado por corrupção.

Wu Changshun é o mais recente alto quadro chinês a cair em desgraça por corrupção desde que o Presidente chinês, Xi Jinping, chegou ao poder e prometeu uma luta sem tréguas contra a corrupção.