O voo da Sky Airline viajava para Copiapo, mas nunca chegou ao destino. Foi obrigado a fazer uma aterragem de emergência, depois do motor esquerdo ter começado a desfazer-se e a espalhar-se na pista, para susto dos 137 passageiros a bordo.

 

“Uma parte da capota do motor soltou-se, se calhar porque não foi colocada bem, e, com a corrente de ar, acabou por ser arrancada. Mas a capota do motor não é nada imediatamente crítico, é apenas uma proteção do motor. O perigo estava nessa peça atingir outras partes do avião - como a cauda, as asas ou os estabilizadores”, explicou o piloto Patrick Smith, em entrevista citada pelo The Telegraph. 

 

A aterragem de emergência foi bem sucedida e a companhia aérea transferiu os passageiros para um voo alternativo, enquanto o avião estava a ser reparado.

O incidente teve lugar um dia depois de outro avião ter sido forçado a uma aterragem de emergência, no Irão, porque um dos motores do Boeing 747, da Mahan Air, soltou-se durante a decolagem.