Turim, a quarta cidade italiana com maior população, tem vindo a encarar a promoção de dietas vegetarianas e vegan como uma prioridade. A iniciativa partiu da nova presidente do município piemontês, Chiara Appendino.

De acordo com as palavras expressas num manifesto, Chiara Appendino acredita que estas dietas serviriam para "proteger o ambiente, a saúde e os animais".

Appendino, que foi eleita presidente da Câmara de Turim em junho com 55% dos votos, pretende mudar os gostos da população: tendo conseguido virar o jogo político do município que, durante 23 anos, teve presidentes da ala esquerda, a nova autarca almeja também afastar as pessoas da fast food, enquanto preserva as tradições culinárias regionais.

Não queremos contrastar com a indústria da carne. Não queremos fechar os pequenos estabelecimentos ou arruinar as pessoas que há anos que trabalham para desenvolver a comida piemontesa e a tradição do vinho", explicou Stefania Gianuzzi, vereadora do ambiente, ao Corriere della Sera.

Apesar de no manifesto intitulado "Programa do Governo para a cidade de Turim 2016-2021" não se ler como é que Chiara Appendino pretende encorajar o vegetarianismo na cidade, de acordo com o The Guardian, será provavelmente através de iniciativas educacionais.

A nova presidente da Câmara de Turim faz parte do Movimento Cinco Estrelas, o grupo político criado em 2009, sob a liderança do comediante Beppe Grillo, para juntar os cidadãos comuns à ideia de poder dos partidos tradicionais e estabelecer uma democracia direta através do uso da Internet, que tem vindo a ganhar cada vez mais relevância no plano eleitoral italiano.

De acordo com o jornal The Independent, aquele movimento populista, anti-corrupção e bastante focado em valores ambientais apresenta, por outro lado, uma vertente eurocética e uma posição ambígua relativamente à imigração.