O número de mortos na sequência das inundações que têm afetado o nordeste da Coreia do Norte subiu para 133, de acordo com um novo balanço divulgado esta segunda-feira pela ONU.

Segundo as Nações Unidas, outras 395 pessoas foram dadas como desaparecidas.

Além disso, aproximadamente 170 mil foram forçadas a fugir das suas casas nas zonas ao longo do rio Tumen, de acordo com o comunicado do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA) da ONU, que cita dados do Governo norte-coreano.

Há pelo menos 35 mil habitações danificadas, dois terços estarão completamente destruídas.

Existem danos em 8.700 edifícios públicos e cerca de 16 mil hectares de terras agrícolas ficaram inundados.